*Mapa ao final do Post.

"Não sabíamos ao certo o que encontraríamos, duas únicas informações eram, que tinha uma pousada lá encima e que esta velha estrada conectava Schroeder a Estrada Dona Francisca. Partimos de Schroeder, logo nos deparamos com uma estrada bem judiada pela chuva, a serra era de pelo menos 600 metros. Poucos mirantes, muitas marcas de deslizamentos em curvas sinuosas, algumas passagens pela água, ficávamos a cada curva mais decepcionados quando percebíamos que não haveriam mirantes.

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe

A Mata Atlântica nativa, cada vez mais densa restringia a visão ao longe, deixando mais misterioso aquele traçado. Em alguns momentos pilhas de pedras fumegadas começaram a surgir, trilhas estreitas adentravam a mata, parecendo de algum grande animal, concluímos que ali era um local que muitos gostavam de pernoitar e usar trilhas. O baixo fluxo de carros, vimos dois somente, ampliaram nossa tensão só diminuindo quando encontramos uma família levantando acampamento.

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-2reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-3

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-4Logo ao chegar a parte alta tudo ficou incrivelmente plano mas sem visão de cumes e já se ouvia o tranquilo Rio do Julio correndo  em meio a rochas junto a estrada, mas logo desaparece em meio ao nada. Algumas poucas propriedades sem sinal de vida, logo nos deparamos com a tal pousada que também parecia um lugar abandonado, continuamos e reencontrarmos o rio e uma barragem da Celesc. Uma porteira fechada com placa "entrada proibida" tentou nos seduzir, mas estávamos resolvidos a continuar nossa rota. Estrada continuava e logo o sol começou a pintar as hortências,  quebrando aquele clima obscuro, emoldurando o cenário e o aparecimento de construções antigas.

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-5reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-6reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-7reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-8

Curiosos paramos fronte a uma casa caprichada, 3 cães de raça ansiosos vieram nos recepcionar, chamando nossa atenção nos voltamos para uma bela e velha construção que parecia uma usina hidroelétrica, talvez dos anos 40. Logo surgiu uma figura desconfiada  nos fitando sisudo, confirmando  quão deserto Rio do Julio poderia ser. Com sorriso amarelo perguntamos sobre aquela velha construção. E em uma breve resposta gritou que aquela propriedade estava na Família desde os anos 40 e que nos anos 70 foi a desativação da velha hidroelétrica, virou as costas e foi embora.

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-9

E criou-se nesse momento mais Mistério sobre aquela velha esquecida estrada, oque nos restou foi continuar nossa jornada pelo sertão, rumo a Dona Francisca imaginando a velhas e esquecidas histórias do Rio do Julio. "

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-10

reconhecimento RiodoJulio2016 mochilacaffe-11

Indicamos a estradado Rio do Julio para caminhada silenciosa, cicloturismo e acampamentos a beira da estrada. Caminhada com cães e birdwatching. Claro que existem mais a se explorar nesse lugar, quem sabe serão cenas dos próximos capítulos.

Onde fica?

Mapa partindo do centro de Schroeder.

 

Escrito por Cássio Marcel Spuldaro Lopes

Administrador do Projeto MOCHILACAFFÉ , sonhador e eventualmente aventureiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s